BHR_01 – 300

image

…Player para ouvir o episodio no fim do post…

A franquia 300 (que inclui os filmes 300 e 300 A Ascensão do Império), com roteiros de Zack Snyder, Kurt Johnstad e do aclamado cartunista Frank Miller,  em cuja obra se baseia o filme, retrata batalhas e momentos épicos ocorridos durante os conflitos greco-persas travados no século V a.C. Durante as chamadas Guerras Médicas, a invasão persa, que contava com exército e marinha muito mais numerosos, foram derrotados após uma série de batalhas cujos nomes – Maratona, Termópilas, Salamina, Plateia – até hoje ecoam no imaginário ocidental.

O Baseado fala desses eventos, o que veio antes, o que veio depois, compara com o que se viu nos filmes e propõe considerações sobre as implicações dessa série de eventos fantásticos 2500 anos depois de terem acontecido.

…….Player para ouvir o episódio no fim do post……

NOTAS:

300 (2006) – 6,5

300: A Ascenção de um Império (2014) – 3.0

Recomendações:

Portões de Fogo (livro)
300 de Esparta (quadrinho)
Spartacus (série)
History of Iran: The Persian Empire (documentário)
Zarathushtrian Religion, Philosophy and History (documentário)
Histórias (livro)
A História da Guerra do Peloponeso (livro)
Os Persas (teatro)
Persépolis (quadrinho/animação)
Thermopylae: The Battle that Changed the World (livro)
A Batalha de Salamina: O Combate Naval que Salvou a Grécia e a Civilização Ocidental (livro)

…Player para ouvir o episódio logo abaixo…

Play
  • Ravnos

    Its aliiiiIIIIiiiiIiiIiive!!!!

  • https://www.facebook.com/mateuslsc Mateus

    Gostei muito do Podcast, ficarei na espera para os próximos episodios ! :D

  • http://bhrpodcast.com.br Thiago Cabello

    Que bom que gostou, Mateus. O próximo vai ao ar no dia 27/05.
    Na minha opinião o próximo foi o mais legal que gravamos. Vc não perde por esperar.
    Abraços,
    Thiago Cabello

  • Danielle Mendes

    Meninos,
    Parabéns pela iniciativa…ficou muito bom ;)
    Sucesso no projeto !

  • LARA

    Seus nerds !!! rs
    EU GOSTEI !!
    Mas vamos as críticas Huooahááá (voz macabra)
    Até então não conhecia a proposta…não entendo nada de podcast, portanto meu comentário é bem humilde.
    P/ começar achei o tempo muito extenso…tive vontade de levantar e ouvir o restante depois, talvez diminuir uns 20 minutos já ajude a torna-lo mais dinâmico ( não se trata de prender a atenção, vcs não são enfadonhos).
    Vcs falaram que o intuito não é dar aula de nada, mas isso foi SIM uma MEGA aula de história…p/ quem gosta, estimula. Eu que nasci curiosa gostei das recomendações… são muito bem vindas.
    Acho que falaram pouco das mulheres da época, e qdo falaram… é sempre esse machismo que perdura até hoje.
    Como vcs homens demoram a evoluir !! kkkkkk ( não aguentei) Qdo lembro do filme 300 -devido a minha tendência estética e um pouco feminista realista- a primeira coisa que vem na minha cabeça são corpos semi-nus ( bonitos) e homens gritando com cara de “sou macho” na tentativa de se transformarem em búfalos ou algo do gênero…muita testosterona= cérebro afetado = guerras.
    Não sei se o mistério faz parte, mas prefiro saber qual é o proximo filme a ser comentado…
    Acho que dessa maneira as pessoas que curtem podem assistir ao filme antes e ter uma participação melhor, com a percepção mais aguçada do comentário das cenas.
    Estou falando isso pq assisti ao filme 300 a muito tempo e já não lembrava mais de algumas cenas… e como vcs com certeza estudaram bastante para uma ótima apresentação, fica injusto com quem não é tão nerd ! hahaha
    Agora deixando o lero lero “técnico”
    O melhor disso tudo com certeza é a “conversa de bar”, é ouvir as risadas de vcs…sou suspeita pq tenho a alma poética e me derreto com facilidade presenciando a delícia que é sentir a sintonia que só amigos de longa data podem ter. O MÁXIMO !
    Cabello te amo !! ( com todo respeito de amiga). Aonde foram parar os seus cabelos? rs QUE SAUDADE !!!
    Parabéns, vão ter o meu apoio, se fosse uma porcaria não teriam kkkkkk brincadeira.
    Desculpe se escrevi muito, eu falo e escrevo d+ mesmo.
    Gostaria de comentar com mais detalhes, mas dessa vez não vai dar :(
    Espero os outros… :D

    SUCESSO !!!
    Bjos da Larinha.

  • Natanael

    Mais um excelente podcast!!!!! Foi bem diferente daquilo que achei que seria, pensei que fosse só mais um podcast falando de cinema e blá blá blá, então fui ouvir sem muitas expectativas e foi muito melhor do que imaginava. Poderia ter durado mais tempo rsrs!!! Ansioso pelos próximos casts!!!!!!!

  • Lilian Kill

    Rapazes… façam tags no GOOGLE!!! O podcast de vocês não é fácil de encontrar. Se fizerem os tags certos, será o primeiro resultado de quem digitar (olhas as dicas na sequencia) “bhrpodcast”, “bhr”, “baseado em histórias reais”, “podcast”, “baseado em historias reais”, “baseadoemhistoriasreais”, “thiago cabello”, “diego ravnos rodrigues”, “ravnos”, “cabello”, “300″, “trezentos”, “frank miller”, “frankmiller”… enfim, acho que vcs entenderam. Tem que fazer as tags para cada episódio, viu? Deixa umas padronizadas (que vc vão usar todas as vezes) e acrescentem somente as decorrentes da mudança de assunto. O negócio é fazer tags para cada link (sim, dá trabalho, mas vale a pena). O podcast de vcs vai bombar!

  • Laura Hofmann

    Bom dia pessoal!
    só estou conseguindo comentar agora, mas o fato é que este podcast parece que foi feito pra mim! Peraí que eu explico!
    Assisti 300 – A Ascensão do Império uma semana deste podcast ser publicado. Sou muito fã da franquia só que durante o filme me dei conta (óbvio) que era uma dramatização extrema com apenas o pano de fundo das Guerras Médicas. Por este motivo, logo que terminei de assistir meu primeiro pensamento foi: “O que será que tem de realidade nisso? Vou ter que pesquisar pra saber.” Uma semana passou e não tinha visto nada ainda quando sou surpreendida pelo podcast na timeline de alguém (não lembro quem). E qual não foi minha surpresa quando encontro o Thiago que já é conhecido do Desconstruindo e Papo na Estante! Adorei!
    Quanto à indignação em relação à deturpação da história eu entendo, mas no meu caso eu absorvi o primeiro 300 como uma grande metáfora para a vida, onde posicionamentos tem consequências, mas não podem ser evitados (simplificando bastante a moral da história). Na época que assisti o primeiro (300) minha própria vida estava bastante complicada e me dei conta de que caberia à mim exatamente isso: me posicionar e arcar com as consequências com maturidade (até porque vamos combinar que tudo que não é morrer em batalha já é lucro). Já como segundo (Ascensão) eu refleti o quanto, por mais que uma “batalha” tenha sido vencida ela pode ser apenas o começo de uma maior ainda.

  • http://pilton.tumblr.com/post/80030248124/lights-out-curta-de-horror Ivan

    Uma pena que vocês não falaram de Os 300 de Esparta (1962) http://www.imdb.com/title/tt0055719/ , mas começaram muito bem o podcast.
    Só sugiro cuidado para que o clima de papo de bar não venha acompanhado de barulhos de copos, garrafas, tampinhas, e outros ruídos alheios, como piadas do nível do Zorra Total.
    Sucesso.

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Ruan Fernandes

    Curti demais o podcast. Tanto é que faço uma maratona pra ouvir logo todos. Esse primeiro tema é bem interessante. Com certeza vou usar as dicas dadas pra me aprofundar mais no assunto. E continuem nessa! O podcast ta muito legal. Ganharam um ouvinte fiel. Abraços e muito sucesso.

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • Pingback:

  • InacioFantino

    Caros camaradas do “BHR”, terceira vez q apareço, pra dizer o óbvio: uma aula de história, da parte de vcs (embora sempre digam q ñ é a intenção do pod e eu acredito).
    Deixa eu fazer um minúsculo adendo? Em “Ética a Nicômaco”, Aristóteles fala dos espartanos: “Também por isso, os otimistas se mantêm firmes durante algum tempo, mas os que foram enganados sobre a realidade dos fatos fogem tão logo sabem ou suspeitam que estes são diferentes do que supunham, como sucedeu com os argivos quando travaram combate com os espartanos, tomando-os por siciônios.”

    No mais, senti falta de vcs falarem algo dos equipamentos que os espartanos verdadeiramente usavam na guerra (ao invés de irem nus – como na HQ de F.M. – ou de cuecão de couro – como no filme…): a espada/xiphos, a lança/dory de 3m, e a armadura/panóplia.
    Também achei q poderiam ter comentado um fato q é bem destacado tanto no primeiro, quando no segundo filme: Esparta não tinha muralhas… E este é um ponto que foi motivo de dissensão entre Esparta e Atenas, algum tempo depois que os persas/Xerxes foram derrotados.
    É isto, caríssimos.
    Obrigado por mais uma aula :)